Baú das Histórias e Poemas é um blog educacional com sugestões de textos que podem ser usados em atividades escolares. Iniciado em 21/04/2010.

20 de junho de 2018

20.º Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens


De 27 de Junho a 05 de Julho de 2018
Local: Centro de Convenções SulAmérica/Salão Nobre – Av. Paulo de Frontin, 01, Cidade Nova, Centro, Rio de Janeiro.
Horário: 
Durante a semana – 8:30h às 17:00h
Excepcionalmente, na sexta-feira, dia 29/06 – das 8:30h às 20:00h
Finais de semana – 10:00h às 18:00h.

Ingresso: R$ 12,00
Meia entrada para menores de idade, idosos e pessoas com deficiência.
Maiores informações no site do Salão do Livro.

Estante: Roseana Murray


Roseana Murray
~~~~~~~~~~~~~~~~
Para ler sobre a Roseana aqui no Baú, clique aqui.

Estes são os livros de Roseana que estão na minha ESTANTE:


JARDINS
Roseana Murray e Roger Mello
Editora Manati (atualmente editora Global)



JARDINS foi um livro desejado. Eu vi na Sala de Leitura da escola há muito tempo.
Admirava tudo nele: os poemas da Roseana, as ilustrações do Roger, o projeto gráfico maravilhoso que torna o livro uma joia da literatura brasileira.
Quando soube que a editora Manati iria fechar suas portas, pensei na possibilidade de não ver mais o livro tão amado.
Consegui comprá-lo em 2016 e quando chegou fiquei feito criança, sentindo cada detalhe...
Desfiz o laço vermelho e fiquei encantada!
Cada página é puro encantamento.

Escrevi para os autores:

"Se pudesse resumir o livro em uma palavra: delicadeza.
Da poesia ao traço, das palavras às cores, tudo nele é delicado.
Este livro toca a alma de quem lê, vê, ouve os sons...
Como se as imagens saíssem do papel em casa verso.
Agradeço imensamente por vocês ofertarem este presente a nós, leitores, apaixonados pela literatura."
Ivanise Meyer - 19/6/2018





COLO DE AVÓ
Roseana Murray / ilustrações de Elisabeth Teixeira
Editora Manati (atualmente Brinque-Book)



CASAS

Roseana Murray / Ilustrações de Tibúrcio
Editora Formato

CASAS já está na minha estante há algum tempo.
 Já li vários de seus poemas com as crianças.



Para ler uma seleção dos poemas de Roseana Murray, clique aqui.

Organizado por Ivanise Meyer®

19 de junho de 2018

Clipping: Literatura Infantil / Formação do Leitor Literário


♥♥♥


"Antônio Candido de Mello e Souza (Rio de Janeiro, 24 de julho de 1918) é um sociólogo, literato e professor universitário brasileiro. Estudioso da literatura brasileira e estrangeira, possui uma obra crítica extensa, respeitada nas principais universidades do Brasil. À atividade de crítico literário soma-se a atividade acadêmica, como professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. É professor-emérito da USP e da UNESP, e doutor honoris causa da Unicamp.
Paralelo às atividades literárias, Candido militou no Partido Socialista Brasileiro e participou do Grupo Radical de Ação Popular, integrado também por Paulo Emílio Salles Gomes, Germinal Feijó, Paulo Zingg e Antônio Costa Correia, editando um jornal clandestino, de oposição ao governo Getúlio Vargas, chamado Resistência. Posteriormente, participou do processo de fundação do Partido dos Trabalhadores, onde, entre outras funções, foi Presidente do 1º Conselho Curador da Fundação Wilson Pinheiro, fundação de apoio partidária instituída pelo PT em 1981 , antecessora da Fundação Perseu Abramo. "

17 de junho de 2018

Opinião: Narrativa


NARRATIVA
Texto postado no Facebook em 17/06/2018

Quando lecionava Ciências para jovens e adultos, presenteava meus alunos com um documentário sobre a "história do mundo em duas horas" da History.
A parte que mais me fascinava era como os seres humanos começaram a sua comunicação: sons que foram adquirindo significado. A pintura rupestre simbolizando o cotidiano daquela época: caçadas, cerimônias, natureza. O documentário vai trazendo as histórias das antigas civilizações, das primeiras invenções tecnológicas, da escrita, dos números...
Na história da humanidade, tudo passou pelas narrativas.
Estou acompanhando, pela internet, o que aconteceu com o prêmio Jabuti neste ano. Equívocos, ignorância, preconceito, engessamento. Um prêmio tão importante para a literatura brasileira não merecia esse retrocesso.
Várias pessoas do mundo literário estão se mobilizando contra tudo isso.
Nós, que acompanhamos as produções de literatura infantil e juvenil, precisamos apoiar os nossos autores.
Livro é papel, tinta, cor, cheiro, textura, som das páginas folheadas... 

Pensamento, oralidade, imagem, palavra.
Livro é morada da narrativa. 

Em apoio aos queridos Roger Mello e Volnei Canonica.
E a todos os autores de literatura infantil e juvenil.

Arte rupestre de Sulawesi

Contação de Histórias: Como fazer?


Para saber mais sobre contação de histórias,
 indico os vídeos de Ana Flávia Basso do site Educar com Histórias.

Clique sobre os títulos para assistir aos vídeos:




(aberturas e fechamentos)










Sugestões de Livros (clique sobre os títulos)

Histórias de tirar o chapéu por Ana Flavia Basso:








15 de junho de 2018

Estante: Folclore

Livros da minha ESTANTE que trazem o tema: folclore nacional


O QUE É CULTURA POPULAR?
Moreira de Acopiara / ilustração: Luciano Tasso, Editora Cortez

"Escrito em versos na linha do cordel (32 estrofes de seis versos de sete sílabas poéticas), o autor fala de várias manifestações da cultura popular brasileira, explicando sobre folclore, danças, músicas, artes, enfim, o que forma o mosaico cultural do nosso país."




MITOS: O FOLCLORE DE MESTRE ANDRÉ
Marcelo Xavier, editora Formato

"A coleção reúne ilustração tridimensional e texto informativo, abordando as diversas manifestações do folclore brasileiro. Este livro focaliza, em particular, alguns mitos brasileiros, como o Saci-Pererê, o Boitatá, o Lobisomem, o Curupira, o Jurupari, a Mula sem cabeça e o Boto, apresentando-os numa linguagem clara, direta e, ao mesmo tempo, bonita e agradável. O Mestre André, da cantiga do folclore brasileiro, dá as explicações iniciais e narra as histórias dos mitos propriamente ditos."

Em breve, mais sugestões.


7 de junho de 2018

Opinião: O poder das narrativas


O poder das narrativas
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Texto postado no Facebook em 3/6/2018
As narrativas nos humanizam.
O mundo precisa das narrativas. De todas elas: mitos, fábulas, contos, lendas, causos... Trazer nossas histórias à tona.
Porque estamos imersos nessa realidade perversa, cimentada, sem sonhos, sem ideais. Estamos ficando pasteurizados, derretidos...
É urgente trazermos as narrativas para todos os lugares e pessoas.
Precisamos resgatar nossa humanidade.
Organizado por Ivanise Meyer®

1 de junho de 2018

Abecedários

ABECEDÁRIOS
~~~~~~~~~~~~~~~~
Ivanise Meyer

Os abecedários são livros que apresentam as letras do alfabeto, geralmente associadas a imagens relacionadas ao som da letra. Alguns são organizados também com poemas ou prosa rimada para cada letra. É um gênero literário inserido na literatura infantil.

É preciso analisar seu conteúdo, pois alguns abecedários trazem algumas questões linguísticas em relação aos sons das letras.
Por exemplo: os sons "diferentes" da letra G em palavras iniciadas por ga-go-gu com palavras iniciadas por ge-gi. 

Na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, estes livros têm a função de apresentar as letras e seus sons (percebidos pelo som inicial das figuras ou palavras). Devem fazer parte do acervo do Cantinho de Leitura, da Sala de Leitura (Biblioteca) e devem ser apresentados às crianças pelos professores.


Alguns exemplos:

Apresenta letras (maiúscula/minúscula, cursiva/fonte tipo "bastão") e uma imagem para cada letra.

Apresenta letras (maiúscula/minúscula, fonte tipo "bastão") e várias imagens para cada letra.

Apresenta letras (tipo "bastão) e imagens para cada letra. No final do livro há uma explicação sobre a origem e funções dos abecedários.

Cada letra traz imagens, diversos tipos de letras, pequenos textos (versos, músicas, etc), uso de palavras em frases. Indico para os anos iniciais.

ABECEDÁRIOS POÉTICOS
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Exemplar original de 1948. Para saber mais clique aqui. 

Eu tenho essa versão.

“O Batalhão das Letras”, primeira obra de Mario Quintana voltada para o público infantil, foi publicada originalmente em 1948. Inovador, o livro apresenta o alfabeto enquanto ensina poesia, ora ressaltando as formas gráficas das letras, ora seus fonemas. Um singular abecedário poético, em que o autor brinca com as letras e as palavras de nossa língua, o livro traz vinte e oito estrofes que apresentam o alfabeto, suas formas gráficas e seus fonemas, sempre em associação aos objetos e ao ambiente do universo infantil."

"No final dos anos 1930, o governo de Getúlio Vargas concentrou suas forças para aperfeiçoar a qualidade da nutrição do povo brasileiro, tomando medidas não só para aumentar a produção de gêneros alimentícios no Brasil como também para instruir a população sobre os benefícios de cada um deles. É nesse contexto histórico que o livro A festa das letras, escrito por Cecília Meireles e Josué de Castro (Global Editora, 64 páginas, R$ 42) está inserido. Esta 4.ª edição foi primorosamente ilustrada por Claudia Scatamacchia.

Na época, pensando em um livro que aproximasse as crianças do universo de frutas, legumes, verduras e demais alimentos do cotidiano, e, além disso, lhes ensinasse noções básicas de higiene alimentar, a Livraria do Globo convidou dois autores de relevo: Cecília Meireles e Josué de Castro. Poeta, cronista e educadora, Cecília tinha um dom raro para conceber textos envolventes para crianças e jovens, capacidade que mais tarde se comprovaria em seu consagrado Ou isto ou aquilo (1946). Josué de Castro, por sua vez, geógrafo e médico, uma das maiores autoridades brasileiras em alimentação, destacou-se com seu Geopolítica da fome (1951)."

"Neste livro cada letra do alfabeto é a primeira letra de muitas palavras que todos gostam e conhecem. Com muita graça e muita rima, todas as letras do alfabeto se apresentam para as crianças."

"O autor constrói poemas ricos em rimas e expressões, percorrendo todo o alfabeto e explorando características e particularidades de animais, nomes de cidades, objetos, hábitos alimentares, boas maneiras, em uma conjunção perfeita entre humor e jogo das palavras e os traços inconfundíveis de Jótah."


Para cada letra do alfabeto há um texto com várias palavras com a mesma inicial.



"Os desenhos do livro ABCenário, de Alex Lutkus, abrem uma janela nova no rico panorama dos livros ilustrados brasileiros. Para além da técnica primorosa, são imagens que remetem à metáfora visual, misturam realismo com surrealismo, técnica com poesia e, assim, acabam por criar situações inventivas, inesperadas e insólitas. Os textos de Leo Cunha surgem como comentários bem-humorados, poéticos e ligeiros que dialogam e brincam com as ilustrações, dando a elas novos e ricos significados. Como resultado, a conversa entre os desenhos e os textos consegue virar o velho e bom alfabeto de cabeça para baixo."



EM BREVE POSTAREI MAIS SUGESTÕES.

18 de abril de 2018

Dia Nacional do Livro Infantil

18 de abril
Dia Nacional do Livro Infantil
O dia nacional do livro infantil é comemorado em 18 de abril, porque nesse dia nasceu o criador da literatura infantil no Brasil, Monteiro Lobato. 
José Bento Monteiro Lobato nasceu em Taubaté, a 18 de abril de 1882, e faleceu em São Paulo em 4 de julho de 1948.

♥♥♥

Quer fazer esse livrinho?
Clique aqui e visite a postagem no Baú de Ideias.

Organizado por Ivanise Meyer®

30 de dezembro de 2017

Feliz 2018!

Desejo que seu ANO NOVO seja repleto de
saúde, paz e amor!

Ivanise Meyer :)

19 de julho de 2017

Estante: ler é tudo de bom!


Ler é tudo de bom!
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Indico livros que trazem como tema a importância do livro e da leitura.

O MONSTRO QUE ADORAVA LER
Lili Chartrand / Rogé - Edições SM

"À beira de uma floresta encantada, um monstro assustador encontra um estranho objeto, que ele cheira e lambe. Não tem gosto de nada! Com raiva, joga-o no chão. No entanto, esse objeto admirável vai mudar completamente sua vida e seu humor. Uma história engraçada, surpreendente e tocante sobre a magia dos livros e o prazer da leitura."

 ♥

O LIVRO 
Kristine O'Connel George - Editora Paulinas

"Para uma criança, nada é melhor do que ganhar um presente. Ainda mais quando o presente pode se transformar em um novo amigo. O livro mostra a alegria de uma criança com a chegada do amigo de papel e descreve as etapas de integração do livro com o universo infantil já existente: o urso de pelúcia, o gato, o irmãozinho ainda bebê, o carrinho de puxar e, o melhor, o colo da mamãe. Este livro-poema mostra como um livro pode ajudar as crianças na descoberta do mundo e de tudo que as cerca, reforçando a importância de incentivar a leitura desde as idades mais tenras."



OLHA, UM LIVRO!

Gleeson,Libby; Blackwood,Freya  - Ed. Nova Fronteira

"Quando duas crianças encontram um livro caído em meio a poeira, a paisagem ao redor começa a mudar. O comum torna-se mágico, e o familiar, fantástico. Olha, um livro! Mostra como um livro e a imaginação podem florescer em meio às situações menos esperadas."


UMA TRAÇA SEM GRAÇA
Regina Célia Melo / Jean- Claude - Ed. Paulinas

"A traça desta história se dá ao luxo de não gostar de traçar papel. E assim, como uma "tra-ça-vai-com-as-outras, ela vai traçando, traçando. Até que um dia... nhac...nhac... hummmm! Um coração disparado? Uma cabeça fervilhando?
O que teria a traça traçado para encher-se de tanta graça?
De uma forma leve e graciosa, a autora desta história ressalta a importância da leitura para o nosso crescimento e nos convida a descobrir o prazer de ler."


BIBIOTECA??? 
UMA BIBLIOTECA PODE FAZER MILAGRES!

"O pequeno rato é o alvo da raposa. Ele corre o mais rápido que pode e passa por lugares apertados na tentativa de fugir, mas a raposa continua a sua caça. O rato descobre sua salvação em uma biblioteca, repleta de livros com histórias e novidades, onde apresenta um mundo muito maior à raposa. Ela nunca tinha ouvido falar daquilo: “bibioteca???”. E logo esquece o rato para se aventurar num novo desafio: aprender a ler."



Esta postagem será complementada conforme eu conseguir postar novas fotos.

6 de julho de 2017

Baú de Ideias: 10 anos

Você já conhece o Baú de Ideias? Clique aqui.

4 de julho de 2017

Estante: Celso Sisto


Celso Sisto
~~~~~~~~~~~

Conheci o Celso Sisto em julho de 2002, em uma oficina sobre contação de histórias.
Na época, eu  estava em plena efervescência dos meus estudos sobre Educação Infantil e tudo que estivesse relacionado era interessante para mim. Um ano depois, estava no curso de especialização em Educação Infantil.
Me lembro que durante a oficina, Celso contou duas histórias.
A primeira foi Menina bonita do laço de fita (Ana Maria Machado) na qual ele recitava cantando os versos ditos pelo coelho quando perguntava porque ela era "tão pretinha". Puro encantamento!
E a segunda história, era de um baobá, história de origem africana, ele cantava os versos e era tão bonito... Sabe ficar maravilhado? Foi assim que me senti!
Ali, naquele momento, rodeada por tantas pessoas que nunca havia visto, eu voltei a ser criança. Nunca havia experimentado a emoção de ouvir uma história daquela maneira. Me lembro de ter chorado muito, talvez por ter ouvido "pela primeira vez", isso fica marcado pra sempre.
Agradeço por tudo que você me fez viver naquele momento, e pelo tanto que me inspirou.
Celso, você é um dos mestres que trago guardado em meu coração. Obrigada!



Chá das Dez (Editora Aletria)

Este livro é encantador! Dez velhinhas, bem juntinhas, resolvem tomar um chá. Mas a cada  página, algo acontece, uma delas desaparece... É uma história do tipo lenga-lenga ou tangolomango... O final é muito divertido!
♥

Além de gostar de ler e contar histórias da tradição oral, gosto muito de saber suas origens e detalhes.

Indico estes livros da minha estante:

Histórias Populares da Língua Portuguesa (2014)
Editora Planeta
Celso nos brinda com histórias de Angola, Brasil, Cabo Verde, Goa, Guiné-Bissau, Macau, Portugal, SãoTomé e Príncipe e Timor Leste, com dez ilustradores diferentes. 
"O fio de ouro que liga cada um dessas histórias é o idioma português. Estamos diante de histórias que são contadas há muito tempo."

Para você curtir uma das histórias... 
"Os três cisnes brancos e a princesa Rosalinda" (Brasil)
Ilustrado por Rosinha
Cada história possui uma ilustração.
O projeto gráfico deste livro é belíssimo!
Cada detalhe, as cores das páginas, tudo é saboreado neste livro!

Após a história, há informações sobre a origem do texto e
 detalhes de cada país ("POR DENTRO DE/DO...").

Esse mapa nos dá a localização dos países.




Mãe África: mitos, fábulas e contos (2007)
Editora Paulus

"Uma rica coletânea de histórias africanas feita em ampla pesquisa, com o objetivo de ressaltar a diversidade de etnias do continente africano. Celso Sisto selecionou 22
 histórias originárias de diversos lugares da África, procurando privilegiar histórias ainda não publicadas em português.
O livro é uma festa plural de cores, nomes, belezas, sabores, feitos e fantasias africanas, os quais exercem muita influência na cultura brasileira."
As ilustrações também são do Celso Sisto.

Minha história preferida!

Autografado pelo Celso em 11/6/2016



Quanto segredo! (2013)
Editora Paulinas
Adquiri esse livro neste ano na loja da Paulinas. O livro traz dois poemas: "A caixa de segredos" e "Roda de família". Um belo projeto gráfico! É um livro grandão (30 X 30), ótimo para ler para a turminha da Educação Infantil. Recomendadíssimo!!!
♥

Textos e Pretextos sobre a arte de contar histórias (2001)

Não é um tesouro?






18.º Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens (2016)

Lançamento do livro "Kalinda, a princesa que perdeu os cabelos, e outras histórias africanas". As crianças fizeram muitas perguntas! Descobri que este é seu 80.º livro e o 10.º sobre histórias africanas.


Autógrafo personalizado!

♥♥♥

Rosalva Mãos de Fada (2012)
Ed. Paulinas


"Rosalva mãos de fada, livro de Celso Sisto, ilustrado por André Neves, conta a história de uma moça bordadeira, cuja inspiração vinha dos desenhos que as ondas do mar riscavam na areia. Rosalva bordava seu enxoval, esperando o amor da sua vida. Mas era moça exigente e o baú de panos só fazia esperar. Um dia, apareceu Rolante, caixeiro-viajante, que, entre bordados, linhas, beijos e abraços, plantou o amor no coração da bordadeira. Então, surgiu viagem misteriosa que levou o caixeiro para longe de Rosalva que, feliz na espera do futuro marido, abriu a casa para as mulheres, suas amigas, e continuou a bordar seu enxoval. Rolante não voltou e desta feita instalou a amargura no coração da bordadeira. Entre ausências e segredos não revelados, o baú de enxoval se desfez pouco a pouco e terminou com o vestido de noiva, véu e tudo mais nas águas do mar..."

♥♥♥

Atualização 24/6/2017 (19.º Salão FNLIJ do Livro)

Emburrado - Editora Paulus

 ♥


"E a história termina e vem o depois.
É pra desenhar?
É pra cantar?
É pra recontar?
É pra criar?
É pra responder o que se quer perguntar?
E não pode ser só pra calar e
perdurar o que é de se encantar?!!"
Celso Sisto
(Textos e Pretextos sobre a arte de contar histórias, 2001)

♥♥♥

Para conhecer a obra do Celso Sisto, clique aqui.

Organizado por Ivanise Meyer®
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...